Tempo de Contribuição

Tempo de Contribuição

A fim de que uma pessoa possa solicitar e obter sua aposentadoria, é necessário fazer um cálculo para averiguar se ela tem o Tempo de Contribuição exigido para que ela receba o benefício.

Esse cálculo é feito automaticamente, por servidores do próprio INSS. No entanto, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre ele. Afinal, como isso funciona?

O que é preciso comprar a fim de obter esse tempo de contribuição? O que é essa expressão? Se você tem se feito estas e outras perguntas, esse texto é a você.

Aqui contaremos tudo o que é preciso saber a fim de que você compreenda o que é, de fato, o tempo de contribuição. Bem como ele pode influenciar na concessão de benefícios.

Veja aqui mais sobre os Benefícios INSS!

O que é o tempo de contribuição?

Tempo de Contribuição

O tempo de contribuição nada mais é do que o valor pago mensalmente pelo trabalhador (descontado de seus vencimentos mensais) durante o período em que ele exerceu função remunerada com registro em carteira.

Esse tempo é calculado conforme as regras definidas pela Previdência Social a fim de que uma pessoa possa solicitar sua aposentadoria. E varia conforme o tipo de benefício solicitado, se há algum adicional de periculosidade. Além disso, também varia de acordo com o gênero do solicitante.

Em quais benefícios ele é utilizado?

O tempo de contribuição é bastante utilizado no cálculo da aposentadoria por tempo de serviço. Esse benefício pode ser solicitado por contribuintes que tenham 35 anos de contribuição, caso sejam homens. Ou então, comprovem 30 anos no caso de mulheres.

A fim de ter direito à aposentadoria por tempo de contribuição, além do tempo comprovado, o trabalhador pode se submeter a três regras atualmente vigentes.

Em uma delas, na regra 86/96, é preciso que a soma da idade do trabalhador e de seu tempo de serviço seja de 86 pontos a mulheres e de 96 a os homens. Com carência de 180 contribuições mensais.

A segunda regra que pode ser utilizada nesse tipo de aposentadoria é a 30/35, onde as mulheres devem ter contribuído por 30 anos e os homens por 35. É preciso cumprir uma carência de 180 contribuições mensais. O fator previdenciário também deve ser incluído no cálculo dessa aposentadoria.

Por fim, há a regra da aposentadoria proporcional. Onde o segurado tem idade mínima de 48 anos (mulheres) e de 53 anos (homens). Assim, devendo ter contribuído por 25 anos mais o tempo adicional. Ou então 30 anos mais o tempo adicional, com incidência do fator previdenciário.

Veja aqui como funciona a Aposentadoria por Idade!

Como simular o seu tempo de contribuição?

O trabalhador que desejar saber se já pode pleitear a aposentadoria por tempo de contribuição pode simular quanto tempo já contribuiu à previdência através do site do INSS.

No endereço, basta clicar no botão “simulação de tempo de contribuição”. O site informará todos os vínculos de contribuição cadastrados nos dados do trabalhador e quando foram encerrados.

A ferramenta permite também editar os vínculos ou mesmo excluir alguns dos registrados no portal.

Tempo restante

Além da contribuição já efetuada pelo trabalhador, o site do INSS permite o cálculo do tempo restante a fim de se aposentar. Assim, permitindo que as pessoas façam um bom planejamento.

Veja também o que o Abono Permanência em Serviço!

Deixe um comentário